Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Aluno > IFG > Últimas notícias > IFG participa da Agro Centro-Oeste Familiar com estudantes dos câmpus Aparecida de Goiânia e Cidade de Goiás
Início do conteúdo da página
Agricultura Familiar

IFG participa da Agro Centro-Oeste Familiar com estudantes dos câmpus Aparecida de Goiânia e Cidade de Goiás

O evento tem o objetivo de promover a agricultura familiar para geração de emprego e renda e a produção de alimentos seguros

Estudantes dos câmpus Aparecida de Goiânia e Cidade de Goiás com a coordenadora do curso Técnico Integrado em Agroindústria, Mara Lina Rodrigues, e a professora Lillian Pascoa Alves
Estudantes dos câmpus Aparecida de Goiânia e Cidade de Goiás com a coordenadora do curso Técnico Integrado em Agroindústria, Mara Lina Rodrigues, e a professora Lillian Pascoa Alves

Uma oportunidade de trocar conhecimentos e experiências. Assim está sendo a Agro Centro-Oeste Familiar 2017 para os alunos dos cursos técnicos integrados em Agroindústria e em Agroecologia do Instituto Federal de Goiás (IFG), ministrados respectivamente nos câmpus Aparecida de Goiânia e Cidade de Goiás. O evento foi aberto hoje, 7, e segue até sábado, no Centro de Eventos da Universidade Federal de Goiás. Os estudantes do IFG estão dividindo um estande na exposição, que conta com a participação de diversas instituições, associações e cooperativas que têm atuação na área de agricultura familiar.

A programação do evento inclui palestras, cursos, minicursos, oficinas, rodas de conversa, workshop, Seminário Científico, mostras tecnológicas e comercialização de alimentos.

“Eu estou gostando muito porque estou conhecendo projetos, produtos e pessoas” declarou Evellyn Adorno, aluna do 1º ano do curso técnico integrado em Agroindústria. Sua colega Letícia Máximo, destaca as palestras como importante fonte de conhecimento. Aluna do 3º ano de Agroecologia, Ianca Santos, acha importante a diversidade de culturas e o fato de a Agro Centro-Oeste mostrar o trabalho de agricultores familiares e também de empresários do setor agrícola.

A coordenadora do curso Técnico Integrado em Agroindústria, Mara Lina Rodrigues, considera que a participação dos alunos do IFG no evento é enriquecedora, por proporcionar a eles conhecimentos sobre o processo de produção, industrialização e comercialização de alimentos, junto a assuntos complementares como agricultura familiar, sustentabilidade, ecologia, preservação do cerrado, produtos orgânicos e outros. Mara ressalta que a Agro Centro-Oeste é também uma oportunidade de os alunos apresentarem trabalhos de pesquisa desenvolvidos em projetos de iniciação científica e de comercializar os produtos que eles desenvolvem, por meio do projeto de ensino “Empreendedorismo de Perto”, coordenado pelas professoras Gláucia Rosalina Machado e Lillian Pascoa Alves.

 

Apresentação de projetos

 

Os alunos do curso Técnico Integrado em Agroindústria estão apresentando, de hoje a sexta-feira, doze pôsteres de trabalhos científicos, referentes a projetos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM) orientados pelos professores Antônio Zenon, Diva Mendonça, Lillian Pascoa e Renata Cunha. Já a exposição e venda de produtos fazem parte do Projeto de Ensino "Empreendorismo de Perto", sob coordenação das Professoras Gláucia Rosalina Machado e Lillian Pascoa. Estão também envolvidos nas atividades do Câmpus Aparecida de Goiânia na Agro Centro-Oeste Familiar, a coordenadora do curso, professora Mara Lina Rodrigues, a professora Joice Vinhal e o tecnólogo em Alimentos Ulisses Alencar.

“Com a apresentação, eu posso mostrar o que eu aprendi e isso é muito positivo. Eu senti uma felicidade muito grande de poder estar aqui, porque estou me identificando ainda mais com o curso que eu quero fazer, que é Agronomia”, relatou Rafaela Martins, aluna do 3º ano do curso Técnico Integrado em Agroindústria e que participa da Agro Centro-Oeste com o pôster de sua pesquisa “Desidratação Osmótica e Secagem Convectiva para Obtenção de Chips de Batata Doce e Beterraba”, desenvolvida sob orientação da professora Diva Garcia (foto).

Além dos alunos participantes, ex-alunos do curso de Agroindústria estão visitando a feira e as exposições de trabalhos dos colegas. Participação diferente está tendo a ex-aluna Débora de Souza Miranda, hoje graduanda de Agronomia no IF Goiano e que estava no evento representando o Núcleo de Estudos e Pesquisas Agroecológicas daquela instituição. Débora contou que o curso técnico em Agroindústria abriu sua mente para questões relativas à produção de alimentos. Ela contou aos atuais alunos sobre sua experiência e os trabalhos que desenvolve atualmente na área de agroecologia.

A programação da Agro Centro-Oeste Familiar 2017 inclui palestras, cursos, minicursos, oficinas, rodas de conversa, o workshop “Sistemas e Tecnologias de Produção para a Agricultura Familiar do Centro-Oeste Brasileiro”, um Seminário Científico, mostras tecnológicas e a comercialização de alimentos.

 

Clique aqui para acessar a programação

 

Clique aqui para visualizar as IMAGENS do evento

 

Confira nos links abaixo os pôsteres de trabalhos científicos de alunos do curso Técnico Integrado em Agroindústria do IFG – Câmpus Aparecida de Goiânia que estão sendo apresentados na Agro Centro-Oeste Familiar 2017:

Farinha de Linhaça e Farinha de Aveia como Substitutos de Gordura Animal em Hamburguer Bovino

 

Influência da Enzima Lactase Comercializada nas Farmácias na Redução do Teor de Lactose e nos Parâmetros de Cor de Queijo Minas Frescal

 

Influência da Condição da Cultura Iniciadora na Sinérese e Sólidos Solúveis de Iogurte

 

Composição de Umidade, Gordura e Resíduo Mineral Fixo em Queijos Minas Frescal com Teor Reduzido de Lactose

 

Influência da Acidez e PH na Conservação de Queijos Minas Frescal Obtidos de Leite UHT sem Lactose ou com Adição de Lactase

 

Influência da Condição da Cultura Iniciadora nas Características de PH, Acidez e Lactose de Iogurte

 

Influência da Condição da Cultura Iniciadora nas Características Nutricionais de Iogurte

 

Desidratação Osmótica e Secagem Convectiva para Obtenção de Chips de Batata Doce e Beterraba

 

Influência da Adição da Enzima Lactase Comercializada em Farmácias na Redução do Teor de Lactose de Iogurte

 

Avaliação da Cor de Chips de Cenoura e Inhame Elaborados por Desidratação Osmótica e Secagem Convectiva

 

Análise Sensorial de Pratos Feitos de Mandioca Fermentada

 

Efeitos da Fermentação Sólida no Conteúdo de Proteína e Composição de Aminoácidos no Farelo de Arroz

 

 

Coordenação de Comunicação Social e Eventos – Câmpus Aparecida de Goiânia

 

Notícias (Aluno)

Fim do conteúdo da página