Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Congresso do IFG

Votação do PPPI será finalizada em setembro e debates dos GTs do PDI serão descentralizados

Criado: Segunda, 02 de Julho de 2018, 08h03 | Última atualização em Segunda, 02 de Julho de 2018, 08h05

Delegados manifestaram satisfação com a profundidade dos debates e elogiaram comissão organizadora

No encerramento do Congresso Institucional, Comissão Organizadora e apoiadores
No encerramento do Congresso Institucional, Comissão Organizadora e apoiadores

Terminou na tarde de hoje, 29, o Congresso do Instituto Federal de Goiás (IFG), iniciado na segunda-feira com o objetivo de debater os principais documentos da Instituição. Em cinco dias de debates, os delegados aprovaram a atualização do Estatuto e avançaram nas discussões do Projeto Político Pedagógico Institucional (PPPI). Das 244 propostas de alterações no PPPI, 110 foram votadas.

Ao final do congresso, os delegados dos 14 câmpus e da Reitoria do IFG decidiram que as discussões do PPPI serão retomadas em novo encontro, a ser convocado para a segunda quinzena de setembro. Já os grupos de trabalho (GTs) para o debate sobre a atualização do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) vão se reunir primeiramente nos câmpus e depois em uma nova plenária final, com data ainda a ser definida.

Apesar de o trabalho proposto inicialmente não ter sido concluído – pelo volume de propostas a serem debatidas –, os delegados participantes do Congresso Institucional elogiaram o evento. Muitos destacaram a importância do congresso e profundidade dos debates realizados.

A tecnóloga Valquíria Dias de Araújo, do Câmpus Uruaçu, por exemplo, foi uma das que tomou a palavra dada pela mesa diretiva a quem quisesse se manifestar durante o encerramento, para qualificar o Congresso Institucional como “um momento histórico”. Ela falou da importância da participação dos técnicos-administrativos no congresso e disse que sairia enriquecida como profissional.

Os participantes do congresso aclamaram de pé a comissão organizadora do congresso e todos os que ajudaram a construí-lo: a Comissão Central Sistematizadora (CCS), as subcomissões locais e os diversos setores de apoio que viabilizaram o congresso, como a Pró-Reitoria de Administração, a Diretoria de Comunicação Social e a Diretoria de Tecnologia da Informação.

O coordenador da CCS, Weber Tavares, foi elogiado e homenageado pela condução dos trabalhos, por integrantes da comissão e pelos delegados. Houve o reconhecimento de que ele buscou, em todo processo, garantir a transparência e a democracia.

Bastante emocionado, Weber disse que, desde o início, a comissão “brigou” para que as pessoas acreditassem no processo de construção do Congresso Institucional e que o desejo era o de fazer com que cada proposta, apresentada por qualquer membro da comunidade acadêmica, fosse apreciada. “Todo o esforço da metodologia foi tornar isso possível. Por isso, não vou dizer que não há uma frustração, mas a frustração de não concluir os trabalhos hoje é infinitamente menor que a alegria de ver que estamos construindo juntos”, afirmou.


Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

 

Fim do conteúdo da página