Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página

Câmpus Águas Lindas comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente

Criado: Quarta, 14 de Junho de 2017, 13h40 | Última atualização em Quarta, 14 de Junho de 2017, 15h44

O evento contou com uma oficina de "Aquaponia", um sistema de cultivo que une piscicultura e hidroponia

Compondo a mesa, Lucas Gabriel, profª Ana Clara, Emanuely Santos e Carlos Henrique falam de quatro obras artísticas
Compondo a mesa, Lucas Gabriel, profª Ana Clara, Emanuely Santos e Carlos Henrique falam de quatro obras artísticas

No último sábado, 10, servidores e estudantes do Câmpus Águas Lindas comemoraram o Dia Mundial do Meio Ambiente. Por meio de palestras, oficinas, exposições e um cine-debate, a atividade procurou trabalhar temas relacionados aos recursos hídricos, explorando a situação desses no contexto do município de Águas Lindas, a prevenção a doenças transmitidas por águas contaminadas, além de uma reflexão sobre o assunto em obras artísticas.

A atividade foi iniciada com a palestra “Recursos hídricos em Águas Lindas de Goiás: Situação atual e desafios”, realizada pela palestrante Taynara Camilo de Macedo, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma) de Águas Lindas de Goiás. O evento contou ainda com a participação do professor Rodrigo Diana Navarro (UnB), que comandou uma oficina de “Aquaponia”, que consiste em um sistema de cultivo que une a piscicultura e hidroponia.

Foram realizadas duas exposições orais, a primeira por alunos do Curso Técnico de Enfermagem, sobre “Doenças transmitidas por água contaminada e como preveni-las”; a segunda por estudantes do Curso Técnico de Meio Ambiente, que abordaram reflexões sobre a natureza e sociedade por meio de obras artísticas.

Nessa última exposição, que teve orientação da professora Ana Clara Medeiros, os estudantes abordaram obras de artes como conto, romance, poema e filme que trabalham a temática da água. “Vemos vários casos recorrentes de crise hídrica, principalmente na região centro-oeste, onde estamos passando por uma estiagem muito longa, e ficamos muito preocupados com essa questão e até onde possa chegar... e trazer isso por meio da arte, principalmente de obras da década de 30 e 40, nos deixa ver que não é uma questão nova, mas que está desde sempre sendo discutida e até hoje não foram tomadas providências que abarcassem o problema em grande escala”, explica Lucas Gabriel um dos estudantes expositores.

O evento foi finalizado na parte da tarde com um cine-debate sobre o filme “Flow: For Love of Water”, direção de Irena Salina, que trata sobre a crise de fornecimento de água doce que o mundo enfrenta. Além disso, ao fim também houve a realização de um lanche comunitário.

Comunicação Social / Câmpus Águas Lindas

Fim do conteúdo da página