Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Extensão

Projeto promove atividades interdisciplinares entre música e dança para crianças

O projeto de extensão atendeu crianças de 2 a 5 anos do CMEI Viver a Infância, em Goiânia

  • Criado: Quarta, 21 de Novembro de 2018, 11h06
  • Última atualização em Quarta, 12 de Dezembro de 2018, 16h28
Projeto de extensão foi desenvolvido junto às crianças de 2 a 5 anos do CMEI Viver a Infância, localizado no setor Leste Vila Nova, em Goiânia.
Projeto de extensão foi desenvolvido junto às crianças de 2 a 5 anos do CMEI Viver a Infância, localizado no setor Leste Vila Nova, em Goiânia.

Desenvolvido ao longo deste ano, o projeto de extensão Música, Movimento e Infância, coordenado pelos professores do Instituto Federal de Goiás (IFG) – Câmpus Goiânia, Gustavo Araújo Amui, e da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Rosirene Câmpelo dos Santos, promoveu ações de intervenção no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Viver a Infância, situado no Setor Leste Vila Nova, em Goiânia. O projeto visa a incentivar a vivência musical entre crianças de 2 a 5 anos matriculadas no CMEI e terá continuidade no próximo ano.

O projeto de extensão teve início em abril de 2018 e foi realizado mediante Acordo de Cooperação Técnica entre IFG, UEG e o CMEI Viver a Infância, por meio da Secretaria Municipal de Educação de Goiânia. As ações contaram com a participação de alunos do curso de Licenciatura em Música do Câmpus Goiânia e também de estudantes do curso de Licenciatura em Educação Física da UEG, que orientados pelos seus professores, discutiram, planejaram e executaram atividades interdisciplinares entre música e dança junto às crianças do CMEI Viver a Infância.

Por meio do projeto, estudantes da Licenciatura em Música do Câmpus Goiânia puderam aplicar os conhecimentos referentes à educação musical na educação infantil. E os estudantes do curso de Licenciatura em Educação Física, da UEG, também desenvolveram pesquisas, planejamentos e ações voltadas para a promoção da educação física na educação infantil, junto às crianças de 2 a 5 anos atendidas no CMEI Viver a Infância, de modo integrado e com a participação dos discentes e professores de ambas instituições.

Segundo o professor do Câmpus Goiânia, Gustavo Amui, a realização do projeto teve resultados positivos tanto para os alunos licenciandos quanto para as crianças atendidas. “As crianças do CMEI tiveram acesso a atividades interdisciplinares entre música e dança, de forma que puderam ampliar as comunicações por meio de diferentes linguagens. As atividades contemplavam a música, jogos, brincadeiras, danças e os diversos elementos da cultura corporal. Foram momentos ricos em expressividade corporal e musical, que estimularam a criatividade dos pequenos”, destaca o professor Gustavo Amui.

Além das experiências benéficas para as crianças, o desenvolvimento do projeto possibilitou desdobramentos das ações por meio de artigos apresentados em eventos científicos da área de educação. Também foi desenvolvido trabalho de conclusão de curso, da aluna de Licenciatura em Música do Câmpus Goiânia Renata Cristina de Oliveira, com o título: Proposta Pedagógica para a Educação Infantil: Diálogos entre Música e Dança, que investigou como as crianças se relacionam com as múltiplas linguagens e analisou a relevância dos CMEIs enquanto importantes espaços para a pesquisa e extensão, no sentido de que possibilitam a aplicação de propostas pedagógicas e a aproximação entre teoria e prática na educação infantil.

De acordo com o professor Gustavo Amui, o projeto de extensão Música, Movimento e Infância será renovado e continuará no próximo ano. Os alunos de Licenciatura em Música do Câmpus Goiânia interessados em participar do projeto em 2019 devem procurar a coordenação do curso.

 

 

Crianças do CMEI Viver a Infância e alunos participantes do projeto de extensão durante uma das ações executadas no projeto.
Crianças do CMEI Viver a Infância e alunos participantes do projeto de extensão durante uma das ações executadas nas intervenções.

 

Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia.

Fim do conteúdo da página