Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
certificação

Câmpus realiza prova de certificação LPIC 1 no próximo sábado, 30

Criado: Terça, 26 de Junho de 2018, 10h57 | Última atualização em Quinta, 28 de Junho de 2018, 07h47

Certificação é oferecida pelo Linux Professional Institute

imagem sem descrição.

Cinco candidatos farão a prova de certificação do Linux Professional Institute (LPIC 1) neste sábado, 30 de junho. A prova oferecida no Instituto Federal de Goiás – Câmpus Luziânia é a mais popular do Linux Professional Institute. O conteúdo de cada prova está disponível na página http://wiki.lpi.org.

As provas realizadas no Câmpus Luziânia, LPI 101 e LPI 102, são as que garantem aos candidatos que forem aprovados o certificado LPIC I (Administrador de Sistemas Linux). Este é pré-requisito para o avanço na carreira profissional com os certificados LPIC II (Administrador de Redes com Linux) e as especializações LPIC III (Ambientes mistos, Segurança e Alta Disponibilidade e Virtualização). Além dessas certificações, o LPI ainda oferece a prova Linux Essentials, que permite ao candidato comprovar conhecimentos básicos em Linux e a certificação em ferramentas de código aberto para DevOps.

Os cinco candidatos foram sorteados durante sua participação no Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (Flisol), no Câmpus Luziânia, realizado em 28 de abril. O evento resultou de uma parceria com o Linux Professional Institute, que é uma instituição sem fins lucrativos, fundada em 1999, ocupada em promover a expansão do mercado de trabalho com tecnologias livres.

De acordo com o professor Wendell Bento Geraldes, o Linux e outros softwares livres ocupam papel importante na composição do que há de mais recente e que definem tendências em tecnologia como computação em nuvem, mobile, ciência de dados, internet das coisas, criptomoedas e contratos inteligentes, inteligência artificial, robótica e muitas outras coisas. “Por isso, a demanda por profissionais que conheçam essas ferramentas é muito grande e caracteriza um excelente campo de atuação profissional para os profissionais formados pelo IFG/Câmpus Luziânia. O certificado é uma credencial adicional para a apresentação de um candidato ao mercado de trabalho”, explica.

 

Saiba mais

O Linux Professional Institute (LPI) é uma organização sem fins lucrativos, sediada na California (EUA) e constituída em 1999 pela comunidade Linux, e, desde então, desenvolve de forma acessível um programa de certificação em sistemas GNU/Linux reconhecido internacionalmente por empresas, empregadores e profissionais de TI.

Mais informações em http://www.lpi.org/pt.

 


Coordenação de Comunicação Social / Câmpus Luziânia.

Fim do conteúdo da página