Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
audiovisual

Estudante do Câmpus Uruaçu tem curta-metragem selecionado no Festival Curta na UERJ

Criado: Terça, 19 de Novembro de 2019, 15h55 | Última atualização em Sexta, 13 de Dezembro de 2019, 14h14

Documentário 'Águas Passadas' foi produzido pela aluna do 2º ano de edificações, Maria Eduarda Squinca

imagem sem descrição.

 

O que é memória? As lembranças que nós temos nos formam enquanto pessoas, ou influenciam as nossas ações? Esses são alguns dos questionamentos levantados no curta 'Águas Passadas', de Maria Eduarda Squinca. O documentário está entre os nove finalistas do Festival Curta na UERJ, concurso anual de curtas-metragens da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, na categoria "Teen". 

"O tema do Festival esse ano é Memória, e o curta faz essa pergunta, o que é memória, com falas de professores e alunos do Câmpus", aponta Maria Eduarda. "São vários tipos de respostas, sobre o que é a memória, como ela funciona, onde as memórias habitam", complementa a estudante. 

No dia 28 de novembro, Maria Eduarda prestigiará a cerimônia de premiação do Festival, na qual concorre com outros nove curtas selecionados. As premiações para o três primeiros lugares envolvem equipamentos profissionais de audiovisual, eletrônicos e cursos de formação. Ao todo, 16 obras foram inscritas na categoria "Teen". 

Maria Eduarda é diretora, roteirista, cinegrafista e editora do próprio trabalho, e reconhece que o ambiente Institucional do IFG a motivou a explorar seu talento com o audiovisual. "Ano passado eu participei do projeto sobre cinema com o professor Wolney Matos, realizado em parceria com a UEG", conta.  Ela também lembra que,"a partir desse projeto, participamos do Fest Curtas da UEG, com um curta de 1 minuto". 

A estudante também aponta que, em seus estudos sobre cinema, descobriu que o IFG Câmpus Cidade de Goiás oferece o curso superior de Cinema e Audiovisual. "Na época eu nem sabia que existia esse curso no IFG", conta Maria Eduarda. "Pesquisei mais sobre o curso e fiquei apaixonada. Pretendo fazer o curso de cinema de lá [Câmpus Cidade de Goiás]", revela a futura técnica em Edificações e, com mais alguns anos de estudo e planejamento, futura diretora de cinema. 

 

Assista ao curta-metragem Águas Passadas.

 

Comunicação Social/Câmpus Uruaçu. 

Fim do conteúdo da página