Observatório do Mundo do Trabalho

  • Imprimir

 

O Observatório do Mundo do Trabalho é um espaço estruturado que articula, integra e realiza estudos sobre o mundo do trabalho, a Educação Profissional Científica e Tecnológica (EPCT), propondo um elo entre a instituição e o seu território.

Conceitos estruturantes de nossas ações:

Eixo Científico-Tecnológico
Os eixos científico-tecnológicos são eixos aglutinadores de áreas científicas e tecnológicas afins, tendo em vista assegurar a atuação do câmpus de forma verticalizada e articulada nos diversos níveis e modalidade de ensino, bem como que esta atuação esteja integrada à atuação na pesquisa e na extensão.

Excelência
Atuação educacional em sintonia com o desenvolvimento local sustentável (demandas sociais e produtivas). Democratização do acesso e conclusão com êxito dos cursos, redução das taxas de evasão e de repetência dos estudantes, desenvolvimento de pesquisa e de extensão de ponta e socialmente engajada.

 

HISTÓRICO

O MEC/SETEC criou em 2006 o Sistema de Informações da Educação Profissional (SIEP) buscando construir um conjunto de ferramentas na área de tecnologias digitais, bem como a modernização dos processos de planejamento e gestão para a Rede de EPTC. Dentro desse processo foi consolidada por meio da Portaria 157, de 29 de outubro de 2010, a Rede Nacional de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais - RENAPI, que incorporou o SIEP. A RENAPI envolve vários subsistemas (Biblioteca Virtual, Tecnologia de Inclusão de Pessoas Deficientes e o Observatório da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica) como estratégia de expansão, modernização e melhoria contínua da Educação Profissional, Científica e Tecnológica. A perspectiva é subsidiar os processos de planejamento estratégico e operacional, bem como as rotinas administrativas, acadêmicas e de gestão, estabelecendo os indicadores necessários ao diagnóstico, monitoramento e avaliação.

Atualmente, o Observatório do Mundo do Trabalho e da Educação Profissional, Científica e Tecnológica – Núcleo IFG, se apresenta como um departamento incorporado à estrutura da Reitoria do Instituto Federal de Goiás e tem a atribuição de coletar, gerar dados, informações, análises e reflexões que subsidiem a definição de políticas, a melhoria da eficácia e efetividade dos programas e projetos institucionais, tendo em vista contribuir com a Rede Federal.

 

FUNÇÃO SOCIAL

Apoiar e integrar os sistemas de informação do Instituto Federal de Goiás, especificamente a disponibilização de dados e indicadores educacionais e do Mundo do Trabalho objetivando subsidiar o Planejamento Estratégico do IFG;

 

Colaborar com a promoção da Educação Profissional, Científica e Tecnológica associada a um projeto de desenvolvimento socioeconômico sustentável e inclusivo;

 

Propor e executar projetos que auxiliem o desenvolvimento das áreas de atuação e intervenção do Instituto Federal de Goiás. 


Nesse espaço são disponibilizados resultados de Estudos e Pesquisas realizados pelo Observatório do Mundo do Trabalho. Destacamos os Estudos de Implantação, que servem como subsídio à tomada de decisões no que tange a Expansão da Rede no Estado de Goiás, bem como os Estudos Microrregionais, que se constituem em uma grade de referências para atuação das instituições de ensino público nas diversas microrregiões do Estado de Goiás. Contempla ainda estudos demandados por Diretorias de Câmpus ou Coordenações de Cursos sobre alguma área ou curso específico; pesquisa sobre estágio; sobre processos seletivos do IFG; sobre Desenvolvimento Regional; e um estudo setorial.

 

Conheça os Estudos e Pesquisas do Observatório do Mundo do Trabalho 

 


Os Núcleos de Base estão localizados nos câmpus, sendo Núcleos de Pesquisa articulados a Coordenação do Observatório do Mundo do Trabalho.

A constituição dos Núcleos Base é uma ação deliberada durante o II Congresso Institucional.

 

Projeto de Constituição do Núcleo de Base - ATUALIZADO (.pdf 554 Kb)

Apresentação Seminário Desencadeador (.pdf 1623 Kb)

 

A implantação dos Núcleos de Base do OMT tem como principal objetivo  induzir e qualificar o planejamento e a oferta de cursos na perspectiva dos eixos científicos- tecnológicos, garantindo que esse debate ocorra de modo articulado no próprio câmpus, entre os câmpus limítrofes e as demais instâncias institucionais.

 

OBJETIVOS A SEREM ALCANÇADOS

 

  • Realização de estudos e pesquisas que subsidiem a oferta de cursos nas diferentes modalidades;
  • Discussão da metodologia existente e proposição de metodologias que melhor se apliquem aos novos estudos e demandas locais;
  • Alinhamento entre os projetos de curso e os eixos científicos-tecnológicos;
  • Realização de estudos que orientem a constituição de plataformas de pesquisa e extensão em sintonia com os eixos científicos-tecnológicos e o contexto local;
  • Sistematização de resultados das ações de ensino, extensão e pesquisa que possam orientar/fomentar a elaboração de políticas institucionais específicas;
  • Agilidade na geração de dados, de informações e de estudos que possam contribuir com o processo de desenvolvimento institucional do IFG e de seus respectivos câmpus.

 

 ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS DO NÚCLEO DE BASE

 

  • Conduzir o debate local das ofertas/reorganizações a luz de diretrizes sistematizadas internamente ao câmpus;
  • Sistematizar as respectivas diretrizes a partir do debate coletivo;
  • Realizar pesquisas para a (re)orientação das ofertas;
  • Dialogar com o Comitê de Acompanhamento de Egressos da unidade;
  • Discutir os indicadores do câmpus à luz dos eixos científicos-tecnológicos;
  • Discutir o alinhamento entre os Eixos Científicos-Tecnológicos;
  • Construir um Projeto/Plano de Ofertas e Verticalizações conforme os compromissos previstos no PDI (metas/controle social);

 


Nesta seção são apresentadas metodologias propostas e/ou já desenvolvidas pelo Observatório do Mundo do Trabalho ao longo de sua atuação. Apresentamos como 'Piloto' as metodologias aplicadas uma única vez, passíveis de reformulação. Estão identificadas como 'Propostas' aquelas que não foram implementadas. As demais são metodologias de estudo 'Consolidadas'.

 

Conheça as Metodologias utilizadas pelo Observatório do Mundo do Trabalho 

 


 

Esta revista pretende se constituir em uma ferramenta que contribua com a articulação de ações voltadas para a educação profissional e tecnológica com o contexto regional. Tem-se em vista que, a partir da compreensão dos contextos regionais e locais do Estado de Goiás em nível de município e de microrregião, o IFG e o IF Goiano, bem como as demais instituições públicas de educação em Goiás, possam estimular as potencialidades de desenvolvimento e as vocações produtivas locais, proporcionando elementos voltados para a sintonia entre demandas sociais e produtivas e a oferta de educação básica, tecnológica e superior.

Esta publicação se constitui em uma reformulação do Boletim de Conjuntura Econômica e do Mercado de Trabalho do Estado de Goiás, que contém 3 edições publicadas.

 

Acesse a Revista Observatório em Debate (abre em nova janela).

 

 


  

Equipe Técnica-Executiva

 

Dra. Andréia Farina de Faria

Bacharela e Licenciada em Ciências Sociais (UFU), Mestra em Sociologia (UNESP) e Doutora em Sociologia (UFG).

http://lattes.cnpq.br/9803974389834353

 

Ma. Denise Talitha Carneiro Soares

Bacharel em Economia (UFG), Mestra em Ciências Políticas (UFG).

http://lattes.cnpq.br/0374794271936589 

 

Colaboradores/as

Ma. Daisy Luzia do Nascimento Silva Caetano

Bacharela (UFG) e Licenciada (UEG) em Geografia e Mestra em Geografia (UFG).

http://lattes.cnpq.br/9892063608404003