Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Goiânia Oeste > Apresentação
Início do conteúdo da página

Apresentação do Câmpus Goiânia Oeste

A criação do Câmpus Goiânia Oeste do Instituto Federal de Goiás (IFG) foi autorizada pela portaria nº 505/2014, de 10 de junho de 2014, publicada no Diário Oficial da União no dia 11 de junho de 2014.

 

O câmpus iniciou com a oferta do curso superior de Licenciatura em Pedagogia e do cursos Técnico em Enfermagem modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2015, passou a ofertar o primeiro curso técnico em período integral, o Técnico Integrado em Nutrição e Dietética. No início de 2016, o IFG Câmpus Goiânia Oeste continuou com o processo de consolidação e integralização dos cursos, ainda na sede provisória, situado na Rua C-198, Qd.500, Jardim América, e abriu dois novos cursos técnicos em período integral: Técnico em Análises Clínicas e Técnico em Vigilância em Saúde. Veja abaixo as fotos das primeiras turmas de cada curso.

 

 Primeira turma pedagogia primeira turma enfermagem

Estruturado para ofertar cursos nos Eixos Tecnológicos da Saúde e da Educação, o câmpus conta atualmente com três turmas do Curso Técnico Integrado em Nutrição e Diétetica; duas turmas do Curso Técnico Integrado em Análises Clinicas; duas turmas do Curso Técnico Integrado em Vigilância em Saúde, quatro turmas do Curso Técnico Integrado em Enfermagem na modalidade EJA e sete turmas do curso Superior em Pedagogia. Além de abrir a cada semestre novas turmas vinculadas ao Profuncionário – Programa do Governo Federal que objetiva desenvolver ações capazes de criar estruturas promotoras da valorização dos funcionários da educação básica brasileira.

 primeira turma nutriçãoprimeira turma analisesprimeira turma vigilancia

Para dar suporte às atividades acadêmicas, o IFG Câmpus Goiânia Oeste teve a admissão de novos servidores docentes efetivos, por meio de convocações de concursos já realizados e em vigência. Foram convocados também servidores efetivos da carreira técnica-administrativa, o que promoveu a autonomia de alguns setores, que passaram a contar com um profisional responsável para atendimento das demandas administrativas.

Fim do conteúdo da página