Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > Programas de Iniciação Científica registram aumento de mais de 30% no número de inscritos
Início do conteúdo da página
Pesquisa

Programas de Iniciação Científica registram aumento de mais de 30% no número de inscritos

Vigência das pesquisas será de 12 meses, de agosto desse ano a julho de 2019

Os editais para os programas institucionais de bolsas para iniciação científica, iniciação ao desenvolvimento tecnológico e inovação tiveram um expressivo aumento de estudantes inscritos nesse ano de 2018. No total, foram 516 inscritos contra 395 do ano passado, ou seja, os programas receberam 30,63 % a mais de interessados em desenvolver suas pesquisas no Instituto Federal de Goiás (IFG).

Para as bolsas de iniciação científica no ensino médio (PIBIC-EM), a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Proppg) recebeu 213 inscrições, sendo que em 2017 foram realizadas 167, ou seja, houve um aumento de 27,54% no número de interessados. Para as bolsas de iniciação científica (PIBIC) e de iniciação científica nas ações afirmativas (PIBIC-Af), o incremento de 2017 a 2018 foi de 53 inscritos (em 2017 foram 159 e agora em 2018, 212), totalizando um aumento de 33,33%. E para o programa de bolsas de iniciação em desenvolvimento tecnológico (PIBITI), esse ano 91 estudantes se inscreveram, contra os 69 do ano passado, totalizando uma ampliação de 31,88% de interessados.

A homologação final dos inscritos nos programas será publicada hoje, 5, na página eletrônica da Proppg (http://ifg.edu.br/editais-pesquisa-e-pos-graduacao/em-andamento). E a lista de contemplados com as bolsas será divulgada no dia 5 de julho, conforme cronograma dos editais dos programas. O que o diretor de Pesquisa e Inovação do IFG, Samir Youssif Wehbi Arabi, pode adiantar é que até o momento “estão confirmadas 49 bolsas para todos os programas, que terão recursos próprios da Instituição. Fora isso, pedimos um incremento de 220 bolsas ao CNPq e teremos uma resposta possivelmente no dia 11 de junho”, conta Samir.

A avaliação dele em relação ao aumento do número de inscritos nos programas é que “é bem positiva, pois mesmo os que não forem contemplados com a bolsa poderão desenvolver seus projetos como voluntários, poderão entregar relatórios e receberão certificação da mesma forma. Para essa categoria de voluntários não há limite de vagas. Os projetos ficam cadastramos e podem ser desenvolvidos”, afirma o professor, que reforça ainda: “Graças a esses projetos realizados como voluntários é que podemos solicitar mais bolsas ao CNPq para o próximo biênio, porque isso demonstra a demanda institucional. E esse aumento de inscritos demonstra ainda o avanço no interesse no desenvolvimento de pesquisas no Instituto”, finaliza.

Para saber mais sobre os editais de pesquisa, acesse: http://ifg.edu.br/editais-pesquisa-e-pos-graduacao/em-andamento.

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

 

Notícias (Servidor)

Fim do conteúdo da página